Menu

Distorção ótica, que é e como evitá-la

By clopezso | Técnicas

Distorção ótica, que é e como evitá-la

Distorção ótica é um deficiência gerada pelas lentes, que afeta à Fotografia, e vamos ver como lidar com ele e como evitá-la. Este defeito pode ser usado como recurso criativo, ou simplesmente corrigido como imperfeição.

Vejamos quais são os principais tipos de distorção ótica, que apreciamos às vezes, e como podemos evitá-la e lidar com ela. 

Fotografia deformada pela distorção ótica, em forma de barrica, mostrando a ditorção ótica e entender como evitá-la.

(Imagem 1) Efeitos da distorção ótica em forma de barrica

1.- Que é a distorção ótica?

A distorção ótica é um tipo de desvio da projeção retilínea, distorcendo as linhas retas na realidade, mostrand0-as com deformação curva na fotografia.

É importante considerar que este defeito ótico, é independente de qualidade e do preço pago por uma lente. Todas as lentes fotográficas, em maior ou menor medida têm distorção ótica.

Há vários tipos de distorção ótica que devemos saber como evitá-las, mas os mais comuns são três:

  • Em forma de barrica (barrel em inglês)
  • Com forma de alfineteira (needlecoushion em inglês)
  • Com forma de bigode (moustache em inglês), ou também            distorção complexa

Normalmente as câmeras DSLR corrigem este defeito quase por completo, quando criam o arquivo RAW e processam e gravam outro tipo de arquivo com perda de dados, como pode ser o JPEG.

Nós mesmos podemos processar esse arquivo RAW, para ter mais controle dos dados, ou melhorar a correção da câmara à nossa preferência.   

1.1.- Distorção ótica em forma de barrica

Esta distorção é uma das mais comuns e nela, as imagens se apresentam como se estiverem moldadas sobre uma barrica.

Esta distorção se suaviza segundo é ampliada a imagem ao afastarmos do centro da lente. Um exemplo é a (Imagem 1), que é muito simples de experimentar:

Fotografe uma folha de papel branca, plaina sobre uma mesa. Coloque a câmera o mais perto possível para enquadrar somente a folha (modo macro). Todas as arestas ficam curvadas encolhendo as diagonais da folha (Imagem 1).

Fotografia de uma folha de papel, com distorção ótica em alfineteira, para entender como se produz e como evitá-la

(Imagem 2) Efeitos da distorção ótica em forma de alfineteira

1.2.- Distorção ótica em forma de alfineteira

É a outra forma mais corrente de distorção na fotografia (Imagem 2). A deformação das imagens é como se elas estiverem moldadas dentro de uma esfera.

A deformação que se aprecia na (imagem 2) é fácil de experimentar. Coloque uma folha de papel sobre a mesa. Enquadre justo pegando a folha.

Diante da lente da câmera (modo macro), coloque uma lupa. Capture a imagem e verá que as margens da folha ficam encolhidas para o centro. 

Isso é porque há uma combinação de lentes, que transforma a lente da câmera numa espécie de tele objetiva. Juntamos todas as lentes da objetiva, e uma lente dupla convexa, que é a lupa.  

1.3.- Distorção com forma de bigode ou complexa

Esta distorção é uma combinação dos outros dois tipos. É menos freqüente de se apresentar que as outras duas. 

Quando se apresenta numa imagem, a área central tem a distorção de barrica, e a parte periférica de tipo alfineteira.

Na (Imagem 3) temos um esquema destes três tipos de distorções óticas em fotografia, que as mostra perfeitamente.

Gráfico que mostra os três tipos de distorção ótica mais comuns, barrica, alfineteira, e bigode, para mostrar  a deformação das imagens, e entrender como evitá-la

(Imagem 3) Os três tipos principais de distorções óticas em fotografia.

2.- Distorção das lentes. Que deve conhecer todo fotógrafo? 

A respeito da distorção das lentes, acho importante indicar que, todo fotógrafo deveria conhecer este assunto, porque afeta seu trabalho.

Afeta o trabalho de forma importante, porque pode gerar problemas até com as lentes mais caras, isso mesmo! A distorção das lentes é independente do preço delas.

 É claro que uma lente de boa qualidade é mais cara que uma inferior, mas isso não erradica o problema.

A distorção está atrelada ao próprio processo de fabricação das lentes, quer dizer, do cristal das lentes.

Em todo processo de fabricação existem limitações físicas para gerar formas geométricas perfeitas, que tenham similares adaptações óticas que o olho humano.

Isso é possível somente na teoria, porque a prática impõe seus limites verdadeiros. É verdade que a eletrônica faz “milagres”, mas, nem todos os necessários.

2.1.- Como lidar com a distorção das lentes

Alguma vez perguntou-se, porque há fotografias de prédios curvados para dentro da rua, ou para trás dela? E também, por que algumas imagens de pessoas ou de objetos, ficam deformadas? Isso tudo está diretamente relacionado com a distorção das lentes.

As lentes que deformam mesmo as imagens são as que conhecemos como “olho de peixe”, porque são desenhadas justamente para conseguir esse efeito ótico. Aliás, também para abranger o maior ângulo de visão possível de 180º.

Gráfico que mostra como varia o ângulo de visão com a distância focal, e como afeta aà distorção ótica para saber como evitá-la

(Imagem 4) Gráfico dos ângulos de visão e distâncias focais.

No gráfico da (Imagem 4), pode-se ver com claridade que, aumentando o ângulo de visão, diminui a distância focal da lente.

Por tanto, a distorção ótica da lente é máxima, quando se atinge o ângulo de visão máximo de 180º.  

Em oposição, a distorção ótica diminui quando o ângulo de visão é o menor. Ou seja, sobre os 12º e distâncias focais de 200 mm e maiores (tele objetivas). A distorção em forma de alfineteira é gerada principalmente pelas tele objetivas e lentes zoom.

Por causa disso tudo, não é recomendável fazer retratos usando lentes de distância focal pequena, 24 mm, por exemplo, a menos que saiba o que está a fazer.

2.1.1.- Utilize ao máximo estes conceitos

Considere estes conceitos quando esteja planejando fazer uma serie de fotografias, e eliminará quase por completo a distorção nas fotografias. 

Simplesmente, use as lentes de acordo com estas variáveis. Quer dizer, distância focal certa para atingir o tamanho dos objetos a serem fotografados, dentro dos menores ângulos de visão.

E ainda poderá afinar totalmente, qualquer pequena distorção na edição, no software de edição instalado em seu computador.

Por outro lado, conhecer como geram esta distorção as lentes, permite usá-la como recurso criativo nas fotografias.

Portanto, saiba que este fenômeno da distorção ótica, tanto pode produzir imagens impressionantes, quanto estragar outras.

2.2.- Assim, a distorção é positiva ou negativa?

Dependendo do que você queira obter, a distorção das lentes pode ser positiva ou negativa.

Caso que desejar fazer fotografias reais sem nenhum tipo de alteração, a distorção será negativa, claro!

Se desejar “brincar” com efeitos que a distorção pode produzir, e acrescentar sua criatividade, aí à distorção será muito positiva.

Portanto, acredito que já deu para saber quando e como se pode produzir, este efeito de distorção apropriadamente. Use para esta finalidade, as lentes certas em cada caso.

3.- Conclusão

Com este artigo, possivelmente tenha dado algumas dicas, válidas para todos aqueles que desejam aplicar novos recursos, em seu trabalho. 

E feito também algum esclarecimento sobre o porquê às vezes se produzem fotografias com deformações, sem conhecer os motivos.

A realidade é que quando conhecemos os conceitos técnicos, de como funcionam os diferentes tipos de lentes, facilita nosso trabalho e melhora a qualidade das nossas fotografias.

Portanto, concluindo somente insistir em que é muito importante, saber que tipo de lente deve ser usado em cada caso.

Espero que você tenha gostado deste artigo, e que ele seja da maior utilidade em seu trabalho ou hobby.

Ficarei muito grato se compartilhar com seus colegas, e caso tenha alguma dúvida deixe sua pergunta que responderei com prazer.

Ate o próximo artigo!

Este site usa cookies próprios e de terceiros para recopilar informação estatistíca, e mostrá-lhe publicidade relacionada com sua preferência, gerada a partir das suas pautas de navegação. Caso de continuar navegando, consideramos que aceita esta utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close