Principais Regras De Composição Fotográfica

By clopezso | Composição

Regras De Composição Fotográfica

Neste artigo vamos ver as Principais Regras de Composição Fotográfica, que ajudaram você a conseguir resultados profissionais em suas fotografias. Mas como todo na vida, vai depender de vocè aplicá-las, e praticar ate que usá-las seja um ato automático.

Quantas regras importantes de composição fotográfica há? Bom! A resposta pode ser algo diferente dependendo a quem seja feita.  Mas as que afetam diretamente à composição fotográfica e, portanto importantes, são as 16 regras que vamos ver a seguir.

Não em tanto, para fixar idéias e conceitos, antes de começar a expor os detalhes destas 16 regras, quero salientar a necessidade de aprender a respeito da composição fotográfica e aplicação em suas fotografias.

1.- Conceito De Composição Fotográfica

A palavra composição significa ordenar, arranjar, por umas coisas sobre outras. Nas Artes Plásticas, refere-se a distribuir, equilibrada e harmonicamente, os elementos dentro do desenho.

Assim a composição fotográfica pode ser definida como, o ato de encontrar um ponto de visão para situar todos os elementos, em uma posição visualmente atrativa, para o espectador. Compor uma imagem é posicionar os elementos, para conseguir impactar transmitindo uma mensagem visual. 

A perspectiva, o horizonte, a diagonal, a imagem horizontal, a imagem vertical, o centro de interesse, o fundo, o contraste, são elementos a considerar na hora de compor o quadro. Estes conceitos derivam originalmente das Artes Plásticas.  

Imagem do quadro do pintor espanhol Pablo Picasso, que ele criou para mostrar ao mundo os orrores da grerra civil da Espanha, e usou somente cores preto e branco e tonalidades cinça. a obra está exposta permanentemente no museu da arte de New York

A composição fotográfica é uma Arte, por isso não existem regras nem limitações mostrando que uma composição é melhor que outra. Mesmo assim, em base a como percebemos as imagens, foram criadas guias que todo fotógrafo deveria conhecer.

Estas guias ensinam como melhorar a transmissão visual dos elementos, temas ou motivos, que estão no cenário, ao espectador.  

 Todas essas questões devem ser resolvidas de forma natural, no instante em que você enquadra a imagem através do visor.

Tenha sempre em mente que:

“Somos o resultado do que fazemos dia após dia. Assim aprimoramento não é um fato, mas sim um hábito”.

1.1.- Resumo Do Conceito De Composição Fotográfica.

A composição é uma habilidade que você precisa, e que deve assumir como hábito rotineiro em suas fotografias.  É claro que todo hábito requer de treinamento, vontade e experiência. Veja este artigo.  (link ao articulo “hábitos do bom fotografo”)

A composição é:

  • Ordenar os elementos ao enquadrar a fotografia, de forma que o resultado seja estético e equilibrado para quem vê a fotografia.
  • Determinar quais são os personagens principais e secundários em sua fotografia.
  • Quais são os elementos complementários, tons, luzes, cores, formas, sombras, ângulo da toma, etc.
  • Trata-se da forma em que vai ordenar isso tudo dentro da fotografia, que sentido dar, para o que, o que você deseja conseguir, e o que você quer mostrar.
Imagem de uma mulher jovem vestida como as musulmanas, segurando entre os braços, uma peça de cerâmica. é um exemplo de composição fotográfica bem ilustrativo.

As regras estão para serem usada como ajuda, mas nunca devemos usá-las como limitante da nossa criatividade. Vejamos estas 16 principais regras de composição.

2.- A Regra Dos Terços

Esta regra é provavelmente, a mais famosa dentro da Fotografia, e diz o seguinte:

“O centro de atenção deve ser colocado na interseção das linhas imaginarias que dividem uma fotografia em três partes iguais, de cima para baixo e de esquerda para direita” 

Ou seja, trata-se de imaginar nossa fotografia dividida em nove áreas iguais, pelo cruzamento das duas linhas horizontais e duas verticais como se aprecia na imagem abaixo:

Imagem de uma abelha colheitando o polem de umas flores amarelas. A imagem está dividida em 9 partes iguais com pequenos circulos nas interseçes das quatro linha que dividem a imagem, assinalando os pontos aureos da fotografia.

Os pontos de cruzamento das linhas são chamados de “Pontos áureos”. É donde devemos colocar o elemento principal, que queremos mostrar, porque é donde irá a mirada do observador.

Lembre sempre que o mais simples é o mais eficiente. Assim para uma boa comunicação visual mostre somente o necessário, de forma clara em sua composição fotográfica. Assim é esta Regra Dos Terços.

3.- Ângulo De Toma

As tomas no mesmo nível, por exemplo, dos olhos de um menino ou de um animal de estimação, transmite a sensação de proximidade.

Imagem de uma cachorinho da raça golden retriever, que está deitado no chão olhando fixamente para a câmera comunnicando sensação de proximidade muito forte

Já as tomas desde cima, transmite à sensação de reduzir o sujeito, vulnerabilidade, poça importância. Pelo contrario as tomas desde abaixo transmitem importância ao sujeito.

Portanto, tenha esta simples regra do ângulo da toma bem presente, ao tomar suas fotografias.

Usando corretamente esta regra do ângulo de toma ou enquadramento, evitará criar fotografias que afetem de forma negativa aos sugeitos que aparecem nelas.

Lembre sempre que com a fotografia, alem de mostrar imagens, estamos transmitindo sensações que afetam à sensibilidade das pessoas.

Procure sempre os ângulos de enfoque que favoreçam principalmente às pessoas, e se possível, aos objetos que estão contidos no cenario.

Fotografia que mostra uma coluna do aqueduto romano da cidade de Segovia na Espanha, que está focalizada desde a base dela mostrando dois arranques de arcos da estrutura deste colosal aqueduto romano

4.- Perspectiva

Um dos componentes chaves da fotografia é aprender como afeta a perspectiva em cada fotografia. A perspectiva na fotografia refere-se à dimensão dos objetos e a relação espacial entre eles.

Também se refere à posição do olho humano em relação com os objetos na imagem, isso porque quanto mais distante esteja o olho do objeto, ele se torna menor.

Para transmitir profundidade em sua fotografia e dar uma sensação tridimensional, aprenda a aplicar a perspectiva em seus enquadres.

A perspectiva na fotografia da idéia de profundeza em base à diminuição do tamanho dos objetos, e ao ângulo de convergência das linhas. Isto permite que a mente do espectador crie a idéia de distancia entre os objetos da imagem.

5.- Direção E Movimento

Todos os amantes da fotografia gostam de brincar com o movimento. Mas para obter boas fotografias de objetos em movimento, há que saber como colocar os objetos em movimento, dentro do enquadramento da fotografia.

Isto se consegue enquadrando e seguindo o objeto em movimento, e bater a fotografia mantendo bem focalizado o objeto.

Se algo se mexe, deve ter direção e espaço para se movimentar. Isso da ao nosso cérebro a sensação associada ao movimento. 

É questão de começar a praticar para perceber que é uma manobra bem simples, e proporciona fotos lindas.

Imagem mostrando um homem jovem andando de bicicleta na cidade, A fotografia está congelada mostrando ele e a bicicleta bem claro, porem o fundo aparece temido, transmitindo claramente a sensação de movimento.

6.- Linhas Curvas

As linhas curvas sempre transmitem harmonia, aportam suavidade, fluidez e sensualidade á fotografia.

Saber utilizá-las nos permite levar a mirada da pessoa que observa a fotografia, para o motivo que desejamos mostrar, de forma mais natural que as linhas retas.

Às vezes não se utilizam para levar a mirada à fotografia, porque as próprias linhas curvas são o motivo da fotografia. A Natureza está cheia deste tipo de linhas, é só sair a fotografar e aproveitar suas possibilidades criativas.

7.- Linha Do Horizonte

Em fotografia as linhas são elementos muito poderosos para transmitir sensações. Uma técnica bem simples é saber como utilizar a linha do horizonte dentro da cena a fotografar.

A dica é posicioná-la a diferentes alturas. Por exemplo, se queremos que o mais interessante seja o céu ou a terra na fotografia.

Mudando a localização da linha do horizonte, podemos cambiar muito uma mesma paisagem. Passando de ser mais uma foto a ser uma fotografia espetacular.

8.- Linhas Oblíquas E Convergência

As linhas oblíquas nos permitem brincar com as diagonais, e criar convergências. A convergência ajuda a que a mirada do observador da fotografia, se dirija para o ponto que queremos destacar.

Este recurso é bem fácil de encontrar nas cidades, auto-estradas, estradas de ferro, prédios, etc. Podemos aproveitá-lo variando a inclinação da câmera ao enquadrar. A utilização deste recurso produz composições dinâmicas bem interessantes.

9.- Enquadramento

Os enquadramentos nos permitem ressaltar o elemento principal, ajudando a manter a mirada dentro da fotografia. Também ajuda a centrar a atenção do observador na cena enquadrada, e manter por mais tempo centrada no motivo principal.

Resulta fácil encontrar este recurso nas cidades, os prédios ou a natureza. Alem de nos ajudar a enquadrar, produzem no observador uma sensação de proximidade e intimidade com o cenário.

10.- Linha Do Olhar

Quando olhamos uma fotografia na que há pessoas o animais, nosso cérebro cria umas linhas imaginarias baseadas no olhar deles, que nos fazem procurar o que estão olhando.

As áreas urbanas onde costuma haver muitas pessoas, cartéis publicitários, estatuas, animais, etc. oferecem inúmeras possibilidades para praticar esta regra de Linha do Olhar.

Isto se pode aplicar não somente a seres reais, se não também a outras fotografias ou cartéis que contenham alguém olhando.

Comece a usar este recurso que vai lhe permitir, alem de levar a atenção para o que você quer mostrar, se expressar criativamente.

11.- Grupos De Três

Em nosso cérebro há uma atração para a beleza dos elementos ou coisas impares. Por exemplo, três é um numero que agrada a quase todo mundo. Aliás, é uma quantidade que enche a fotografia, sem ser grande demais.

Imagem de um salão decorado com teto de madeira nobre e mármore beije no piso e nas paredes, e no lado direito aparecem três portais de acesso a outro local interior. é um exemplo da regra dos três elementos da composição fotográfica.

Não precisam ser três coisas iguais e nem estarem à mesma distância entre elas. Pode variar seu tamanho, cor, posição, etc. porem sim devem ser três elementos que tenham alguma relação entre eles. Tente combinar esta regra com outras da composição, e você vai conseguir criar fotografias espetaculares.

12.- Cor E Harmonia

Aprender a usar as cores do Círculo Cromático, vai lhe dar uma grande capacidade de criar fotografias bem harmonizadas.

As cores têm o poder de criar sensações nas emoções do ser humano.  Cada cor seja isolada ou combinada com outras, mudará a intensidade das sensações e emoções das pessoas.

Utilizar na fotografia as cores que estão contiguas no Círculo Cromático, aporta harmonia e beleza à imagem. 

13.- Cor E Contraste

Ao contrario que acontece com a harmonia de cores, quando usamos cores que estão apostos no Circulo Cromático, criamos sensação de contraste no observador da imagem.

Não é necessário que as cores sejam exatamente os que estão em posições opostas no Circulo Cromático. Basta com que seja um dos chamados cálidos e outro dos chamados frios, que não tem porque ser cores opostas.

As cores podem nos ajudar a contar historias de forma visual, e podemos utilizá-los para comunicar-nos a nível emocional. Esta parte da emoção é sempre muito importante. Aliás, poderíamos dizer que a cor é o fator principal que faz que uma fotografia seja percebida emocionante, alegre, misteriosa, melancólica, e ate sombria.

14.- Ritmo E Repetição

O fator de repetição seja como elementos ou formas bem utilizados, criam um ritmo, uma harmonia na fotografia que proporciona ordem, fluidez, e uma determinada estrutura que dirige ao que desejamos mostrar.    

Se souber utilizar a repetição de elementos na fotografia conseguirá criar um ritmo que lhe ajudará a transmitir sensação de unidade. 

15.- Balanço Visual

Para conseguir o equilíbrio visual nas fotografias, temos que conseguir harmonizar a combinação de todos os elementos contidos no enquadramento. 

Devemos levar em consideração todos os elementos contidos na composição. A cor, a forma, o tamanho, as texturas, a situação, o relacionamento entre todos estes elementos, e direção dos mesmos.

O equilíbrio visual exige levar em consideração todos os elementos, e observar como afetam uns aos outros, para ajustá-los e obter o equilíbrio perfeito entre eles. Numa fotografia o peso visual é a força com que um elemento atrai à atenção.

Assim os elementos secundários da imagem, são utilizados para balançar a força visual do elemento principal, e equilibrar essa imagem.

16.- Simetria

Simetria significa que se dividimos uma imagem pela metade, tenhamos duas partes idênticas, ou espelhadas.

Na fotografia a composição simétrica é simples e formal, possui muita força, mostra ordem, autoridade, e solenidade.  Também pode mostrar idéia de uma coisa fria, rígida e estática.

Imagem de duas aves bem lindas cruzando seus bicoscom as penas das suas crista levantadas. ambas estao numa posição quase de perfeita simetría. É um exemplo de da regra da simetría na composição fotográfica.

Exemplo de simetria pode ser uma paisagem refletida na superfície plaina da água de uma lagoa. Outro exemplo pode ser o reflexo no vidro de uma vitrine de uma pessoa olhando para o interior da mesma.

17.- Assimetria

Assimetria significa todo o contrario que simetria, ou seja, que na imagem não temos duas partes iguais.  Mesmo assim a composição assimétrica consegue transmitir dinamismo, tensão, vitalidade, movimento, alegria, e outras sensações.

18.- Conclusão

O sentido da visão é o auxiliar do cérebro humano, é como a janela pela que o cérebro enxerga o mundo que está no exterior.

Em fotografia isoladamente o cérebro ou a visão não conseguem criar nada, mas juntos possuem todo o poder de criar e comunicar.

Assim possuindo o conhecimento técnico para controlar a câmera e a luz, e habilidade para fazer composição fotográfica de forma natural, você terá conseguido um grande avanço na fotografia.

Portanto, comece a brincar com a composição fotográfica, pois a forma de melhorar suas fotografias é criando elas. Somente praticando a fotografia é possível aperfeiçoar sua capacidade de composição fotográfica, e adquirir o hábito do “olho fotográfico”.

Pense como poderia criar fotografias de forma instantânea que consigam impactar e transmitir o que você desejar, ao observador. Use todas estas regras de composição, e as técnicas para manejar a luz.

Com este artigo desejo ter colaborado para que desenvolva os três hábitos indispensáveis do bom fotografo.  Encontre mais informação e boas dicas de fotografia digital acessando este link ou também clicando aquí.

Espero que tenha gostado do artigo, e agradecerei vossa opinião e comentário que será sempre bem vindo.

Este site usa cookies próprios e de terceiros para recopilar informação estatistíca, e mostrá-lhe publicidade relacionada com sua preferência, gerada a partir das suas pautas de navegação. Caso de continuar navegando, consideramos que aceita esta utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close